Rio das Ostras

Rio das Ostras
"Cidade mãe... de quem nasce ou de quem vem pra ela..." Hino de Rio das Ostras.

Seja SEMPRE bem vindo (a)!

Por um sério motivo de saúde na família, tive, infelizmente que me afastar de algumas das minhas atividades. Mas, agora tudo praticamente restabelecido. Retorno hoje minha coluna nesse Jornal, que sempre me tratou com tanto carinho, apoio e respeito.


Esse é um ponto de encontro pra quem gosta, ama, se interessa, tem curiosidade ou participa ativamente da arte e da cultura em nossa região.
É um espaço aberto e não restrito à conversa, sugestões, divulgação de eventos e seus respectivos comentários.


E, lembre-se, podemos não concordar em opiniões. Mas, ao menos para mim, a sua é super importante. Logo, sinta-se à vontade para comentar, sugerir, perguntar, interagir...


Estou muito feliz em voltar!!

BeijAbraço,

Jaqueline Serávia


Pesquisar este blog

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Ao poeta de Mar e Sol



 Jaqueline Serávia
                                                                                                                              Foto by: Alessandra Gadelha


Em teu (dis)curso rumo ao mar
Contei quatro covinhas
Nas curvas morenas das tuas costas
Na elegância de teus passos
Impregnados de sobras de mundo
Encontro afluente entre
Rios  e Campos 
O sorriso dos faróis verdes do teu olhar
A mata cerrada de sua barba
De mapa oceânico
Tântrico calar sob as luzes de tua fala
Moreno corpo poeta
Sob o Sol
Diluindo ventos
Indo de encontro à Vida
A plenos pulmões
Musicalidade e alquimia.




Jaqueline Serávia

BSJ, 19-01-2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário